Meu nome é Roberto Carlos Fernandes,  casado com Eneida Verli Fernandes há  38 anos. Temos 4 maravilhosos filhos, três dos quais casados e, por enquanto, 8 netos lindíssimos.  Moramos nos Estados Unidos da América há 18 anos.

O objetivo principal deste blog nasceu em meu coração há muitos anos atrás , numa época de muitos questionamentos sobre uma série de conceitos e práticas a respeito da igreja. Lá se vão mais de 32 anos de peregrinação. Durante esses anos tive altos e baixos. Muitas descobertas, muitas conquistas, porém muitas lutas pessoais, muitos fracassos, quedas e muitos momentos de incertezas também. Mas nunca desisti do alvo principal de minha vida: Ser igual a Jesus!

Não julgo ter alcançado essa perfeição, mas hoje, depois de tantos acertos e erros, procuro esquecer o que para trás ficou e prossigo para o alvo. Sei que ainda há muito chão pela frente. Sei que Deus ainda não completou a obra que começou em minha vida desde quando eu fui concebido no ventre de minha mãe. Sei muito bem o quanto Ele me ama e o quanto de misericórdia Ele tem usado para manter-me nessa Estrada. Minha missão ainda não foi concluída! Não sei quando, onde, como e com quem ela o será, mas com certeza lutarei até o fim para vê-la concluída e poder dizer como Paulo, “combati um bom combate, acabei a carreira e guardei a fé”.

Minha vida está permeada de experiências pessoais como qualquer um que segue a Jesus. Da simplicidade da fé, passando pelo conhecimento teológico, das experiências de ministério, dos fracassos e pecados, do recomeço e restauração. Agora resta um homem que acredita no poder de Deus e na vida da igreja. Sou fruto de muita oração, súplicas e clamores. Sou o resultado da paciência, do amor e da firmeza de muitos que comigo convivem. Devedor da misericórdia impagável, fragilizado pelo pecado e restaurado pelo milagre do perdão.

Há muitos anos atrás um velho amigo nosso, amado e mui saudoso Ivan Baker dizia entre muitos sábios conselhos. “precisamos aprender a reconstruir sobre ruínas”. É assim que me sinto hoje, separando as pedras, os entulhos e buscando as bases sólidas que um dia foram plantadas em minha vida.

Me é custoso e doloroso deixar de mão o que no passado era meu ponto de equilíbrio, ministério e uma posição de destaque. Uma imagem bonita que ocultava profundas brechas ocultas no meu caráter. Essas brechas, no mover de Deus e em Seu tempo, abalaram toda a estrutura humana de minha vida pessoal, família e ministério. Restaram as ruínas! Somente algumas, porém importantes marcas de um passado distante. Mas é sobre essas pedras fundamentais, das verdades inquestionáveis do poder curador e Salvador de Jesus que restabeleço um recomeço. Um recomeço de humilhação, simplicidade e muita misericórdia por aqueles que, iguais a mim, necessitam do amor, do amparo, do ombro amigo, e da mão firme que sustenta enquanto se desvanece a força humana.

Este blog esta recheado de conceitos que foram questionados e revisados.  Cada texto que aqui postarei terá muito do que fui no passado e pela Graça do Senhor consegui me desvencilhar. Queira Deus possa você saber separar o que não lhe serve daquilo que você necessita. Meu desejo é apenas ajudar os que um dia começaram bem e estão hoje perdidos nas encruzilhadas da vida. É um processo doloroso, solitário e um caminho estreito da restauração. Restaurar Vidas Destruídas é sem dúvida um processo de amor, dedicação, paciência e um desejo profundo de agradar a Deus.

Venha comigo nesta peregrinação. Não tenha medo da multidão, tenha medo sim, de ficar sozinho! Eu fui um solitário na multidão até que me descobri perdido entre amigos e pessoas que podiam me ajudar. Solitário, cego, nú e sem esperança.

O tempo que me resta de caminhada pode ser mais curto do que já caminhei, mas com certeza será muito mais produtivo pois não estarei sozinho.

“Que o Senhor nos ajude a todos. Não nos enganemos, de Deus não se zomba, pois tudo o que o homem semear, isso também colherá”

Boa peregrinação!

Roberto Fernandes