Há muitos anos atrás eu tinha como “hobby” – uma atividade extra apenas para relaxar ou se divertir – a pintura óleo sobre telas. Nessa época eu aprendi que os contrastes eram importantes para dar uma expressão mais próxima da realidade à minha obra de arte. Luz e sombra definem as formas e dão uma visão de profundidade.

A vida é cheia de contrastes e o que mais fere a natureza é queremos que todos tenham a mesma forma. Já dizia alguém, o que seria do AZUL se tudo fosse VERMELHO? Ou como lemos na Bíblia, onde estaria a mão se todo o corpo fosse olho? Mesmo quando vemos pessoas tão diferentes de nós, podem ter certeza que para elas nós é quem somos diferentes.Continue reading