Há álguns anos atrás Marcos Moraes, um dos pastores da Igreja em Salvador, BA, mencionava em uma de suas pregações três tipos de pessoas que estariam diante do trono na eternidade. Os salvos, os perdidos e os perplexos. Os salvos serão os que preencheram todas as demandas da salvação. Os perdidos serão os que nunca aceitaram cumprir as demandas para serem salvos, e os perplexos serão os que sempre pensaram que estariam salvos por pensarem que estivessem cumprindo essas demandas.Continue reading

“Não vos enganeis, de Deus não se zomba, pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará”- Gálatas 6:7.

Essa advertência do apóstolo Paulo está entre outras de igual valor na sua carta aos Gálatas. É uma advertência que deveria ser impressa e distribuída na entrada dos templos e dos salões de reunião da igreja. Uma advertência para aqueles que vão aos cultos para “adorar” a Deus, depois de uma semana cheia de pecados e atos mundanos. Músicos, hoje chamados de minístros do louvor, cujo caráter não combina com a letra das músicas que entoam. Pastores que não incluem essa advertência em seus sermões, correm o risco de estarem fazendo propaganda enganosa, prometendo aos seus fiéis aquilo que eles nunca vão receber efetivamente.Continue reading