“Se permanecerdes em mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes e vos será feito”- João 15:7

Eu já me peguei muitas vezes questionando o por quê de minhas orações não serem respondidas, pelo menos muitas delas. Ficava intrigado e confesso que algumas vezes desanimado. As palavras de Jesus “…pedireis o que quiserdes e vos será feito” não me pareciam fazer bom senso frente às minhas orações não respondidas. Entretanto, tenho que admitir que o motivo dessas orações não serem respondidas está relacionado com as condições impostas por Ele: “SE PERMANECERDES EM MIM”.

O que significa realmente permanecer em Cristo?

Há compêndios teológicos pra explicar essa condição que a meu ver é bem simples. E, mais do que a tentativa de grandes mestres nos fazer entender os conceitos disso, uma lida cuidadosa do contexto dessa parte do livro de João nos ajudaria a ver a simplicidade do que Jesus nos diz.

Ele se compara com uma videira. Os discípulos aos ramos dessa videira. Numa videira a seiva corre para os ramos e então para as folhas. A seiva é a vida da videira nos ramos. Não há vida nos ramos sem que estejam na videira. Não há vida independente dos ramos. Tudo o que os ramos fazem é permitir que a vida da videira flua através deles. Tudo o que está nos ramos, tem origem na vida da videira.O próprio ramo é a expressão da videira. Mas não tem vida em sí mesmo, a menos que esteja ligado à videira.

Partes da Videira

Bom, permanecer em Cristo, assim como os ramos permanecem na vidadeira, é a renúncia de toda nossa vida independente.  Abrir mão de nossos próprios pensamentos, desejos, ideais, propósitos, sonhos, alvos, sentimentos, etc… Nossa! É uma completa anulação de nós mesmo?

Quisera pudesse ser diferente, mas não é! É assim mesmo. Nossa permanência em Cristo significa que nossa existência com tudo o que temos e tudo o que somos será para refletir a vida de Cristo.

Vamos desenvolver isso um pouco mais….

Roberto Carlos

 

A primeira coisa que devemos fazer quando estivermos na presença de Deus é ficar em silêncio… Olhar para Ele e esperar que o Espírito Santo nos ensine como devemos orar corretamente… então, orar NO ESPÍRITO segundo a VONTADE de Deus.

Portanto, não podemos ir na presença de Deus apressadamente, como que cumprindo uma obrigação, mas traquilamente, com tempo necessário para ouví-lo.

Oração é uma conversa entre amigos. Nada há de mais íntimo ou particular do que um tempo a sós com Deus. O silêncio também é uma linguagem que expressa amor, respeito, reverência, afeto e carinho.

pense nisso na próxima vez que for orar.

Roberto Carlos Fernandes

Quisera pudesse eu dizer a cada um que está neste momento desesperadamente sozinhos e não vendo saída para seus problemas. Eu seria a voz de Deus aos seus ouvidos para dizer-lhes: “Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus”.

Como soa confortável em nossos ouvidos ouvir essas palavras. Elas veem com força do Todo-Poderoso. Elas confortam por saem dos lábios daquele que também diz, “estarei com vocês todos os dias”. Trazem refrigério porque emana do coração de quem afirmou, “nunca de abandonarei”.

Saber que Ele existe e que é o galardoador de todos os que o buscam, nos fazem cair ajoelhados para dizer-lhe: “Tú és o Meu Senhor Exaltado…”

A você que se sente só, desamparado, sozinho e amedrontado… “Aquietai-vos e sabei…”

Saiba que Ele, nosso Deus amoroso, generoso, afável e misericordioso é DEUS todo poderoso, grandioso, soberano, eterno e nada foge ao Seu controle.  Nossas vidas estão em Suas fortes mãos.

Seguro em Suas mãos, aquietemos nossos corações e sejamos agradecidos.

 

Roberto Carlos

1. Deus é o suficiente e pessoalmente se involve com NOSSOS problemas?

Sem dúvida que sim! Lendo os Salmos 46 podemos ver o quanto Deus é suficiente e como Ele se envolve pessoalmente a nosso favor.

Essa deve ser a nossa fé: “Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade, por isso não temeremos…” Salmos 46:1-2 a

2. Podemos estar protegidos de nossos inimigos, tempestados, catástrofes, crises financeiras, etc?

Pode parecer simplista essa declaração, mas não precisamos temer absolutamente nada. Onde Deus está, aí há segurança e paz. Mesmo em meio a quaisquer dificuldades e tormentas, Deus pode e será sempre um refúgio. – “Nações se agitam, reinos se abalam; Ele ergue a voz e a terra se derrete”. Salmos 46:6

3. Como podemos experimentar paz apesar de estarmos rodeados de inimigos, em meio a tempestades ou enfrentando qualquer tipo de crise? É a paz possível?

O mais difícil para o ser humano é descançar e deixar Deus agir. Queremos sempre fazer algo, agir por nós mesmos. Mas é Ele, nosso Deus quem “dá fim às guerras até os confins da terra; quebra o arco e despedaça a lança; destroi os escudos com fogo“. Salmos 46.8-9

Que saibamos fortalecer a fé e crer: “Saibam que EU so DEUS! Serei exaltado entre as nações, serei exaltado na terra – O Senhor dos Exercítos está conosco; o Deus de Jacó é a nossa torre segura”– Salmos 46:10-11

Exaltado Seja o Nosso Deus!

Roberto Fernandes
Janeiro, 10 – 2011 – Revisto em Decembro, 15 – 2016